Pois é: quem sou eu?
 
O meu diploma da faculdade diz que eu sou engenheiro; só que eu nunca calculei uma laje, nunca armei uma viga, nunca dimensionei um pilar. Então, engenheiro não sou. Outro diploma me chama de analista de sistemas. Como assim, “sistemas”, no plural, se nunca na vida analisei um único sistema que fosse? Não, sem essa de analista. Na minha embolorada carteira de trabalho, vejo ocupações nas áreas de acompanhamento de projetos e de processos organizacionais. Mas isso faz tanto tempo... Ah, sim: havia também as aulas, que eu dei para turmas de graduação e de pós-graduação por 11 anos. Só que isso foi na época em que eu conseguia conviver com os alunos sem ter ganas de atirar alguns deles no rio. A partir daí, aulas só para turmas fechadas em empresas. Mas isso raramente. Então, o que sobrou?
 
Sobrou a pesquisa. Nos últimos dez anos ou mais, venho fazendo pesquisas de opinião e marketing junto a clientes, fornecedores, parceiros,... junto a todos, enfim, que tenham opiniões a dar ou constituam segmentos de mercado reais ou potenciais de interesse de alguém. Para isso, converso com quem me contrata e com quem eu vou pesquisar, faço entrevistas, crio questionários, treino entrevistadores e/ou operadores de call center, monitoro a aplicação dos questionários, tabulo as respostas, analiso os resultados, faço apresentações e sugiro ações de melhoria.
 
É um trabalho muito legal que eu venho prestando esses anos todos, meio na base do low profile, quase sempre vinculado a uma empresa contratada – uma universidade, um instituto de pesquisa, um consultor.
 
Agora resolvi pôr a minha cara na rua. Diretamente, sem intermediários. E este blog é o primeiro passo nesse sentido. Quem sabe, daqui a um tempo, ao encarar a pergunta “Quem sou eu?”, eu possa dizer: “Sou aquele cara do blog de dicas de questionários”. Já estará de bom tamanho,

Claudio Zaltzman
 
 

Quem quiser saber um pouco mais sobre mim e sobre o meu trabalho, clique aqui.






Teste Teste Teste